Instituto Clareart

2019

Galeria de Fotos

A Iniciativa

Quem Somos

A Associação de Apoio ao Desenvolvimento Humano ClareArt, denominado Instituto ClareArt, nasceu da união de seis mulheres de diferentes áreas de atuação profissional e inconformadas com a falta de oportunidade no território do Campo Limpo. Sua missão é oferecer um futuro melhor para jovens e adolescentes ofertando serviço gratuito que visa contribuir para crescimento profissional, através de ferramentas e cursos que facilite o convívio social e amplie as oportunidades.

Distrito

Campo Limpo

A Proposta

O Projeto Boas Práticas busca minimizar a desigualdade social por meio de um curso de capacitação profissional em atendimento e recepção, cujo objetivo é desenvolver habilidades técnicas e comportamentais básicas e essenciais para a empregabilidade dos participantes. Neste curso os alunos aprenderão a atender e recepcionar clientes, organizar arquivos, fornecer atendimento ao publico geral em concordância com ramo de atividade empresarial que estiverem inseridos. Durante o curso, compost por conteúdos teóricos, exercícios práticos e dinâmicas em grupo, serão abordados os seguintes temas:

  • Comunicação verbal e escrita – (Expressão verbal e escrita, dicção, comunicação assertiva, entonação de voz)
  • Marketing pessoal – (Apresentação pessoal, vestuário, postura profissional, comportamento)
  • Conceitos de Recepção/Atendimento – (Atendimento ao cliente telefônico, pessoalmente e por email, liderança, escala de funcionários e relatórios de atendimentos)
  • Aulas de inclusão digital; Noções básicas
  • Aulas de elaboração de currículo – (Em sala a parte teórica e no laboratório parte prática)
  • Habilidades Sociais
    • Relacionamento Interpessoal – (Trabalho em equipe, Hierarquia/respeito Hierárquico)
    • Ética/Valores
    • Inteligência emocional
    • Empatia/Respeito
    • Etiqueta Empresarial

O Contexto

Segundo pesquisa realizada pelo jornal Estadão em 2017*, o subdistrito do Campo Limpo encontra-se em terceiro lugar no ranking dos bairros mais violentos do estado de São Paulo. Realidade também observada pelas integrantes do Instituto que vivem na região, e que cria uma atmosfera de medo, impactando os momentos, já precarizados, de lazer e esporte no bairro do Jd. Macedônia. Os altos índices de drogadição são um fator contributivo para a falta de desenvolvimento dos munícipes, comprometendo também o desempenho para a transformação da realidade vivida.

Na educação, a oferta também é precarizada, com um agravante, por conta da realidade citada, muitos profissionais optam por não lecionar nos bairros do distrito, principalmente no período noturno, dificultando e diminuindo o acesso com qualidade ao conhecimento. O que cria um gap no preparo social e profissional dos moradores e impacta negativamente sua capacidade de entrar e no mercado de trabalho. Segundo o site www.redesocialdecidades.org.br, a taxa de desemprego no distrito do Campo Limpo em 2014 foi de 75.000 empregados numa população de 292.000. E segundo o G1**, o bairro de Campo Limpo, em 2014, foi o com maior número de endividados do Estado de São Paulo.

Para transformar essa realidade entende-se ser fundamental, além de oferecer oportunidades para o aprendizado de conhecimentos e habilidades técnicas, o desenvolvimento de habilidades sociais para diminuir o gap causado pelo contexto de vulnerabilidade social da região e de precarização dos espaços formais de educação. É nesse sentido que o Projeto Boas Práticas irá atuar.

* http://infograficos.estadao.com.br/cidades/criminalidade-bairro-a-bairro/

**http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/05/campo-limpo-e-o-bairro-com-o-maior-numero-deendividados-de-sao-paulo.html

Como Funciona

O curso será ofertado para 90 pessoas, divididas em duas turmas nos períodos matutino e vespertino, e tem duração de três meses. As aulas serão ministradas duas vezes por semana, às terças e quintas, com duração de 4 horas cada aula, totalizando 96 horas de curso por turma.

Será oferecido, junto com parceiros, um coffee break e material didático digital para todos os participantes; as inscrições ocorrerão no espaço do parceiro CEU Cantos do Amanhecer, no Jardim Mitsutani, local onde serão executadas as aulas.

Para as duas turmas deste primeiro trimestre que iniciarão em abril/2019 e terminarão em junho/2019, apoiadas por este edital, as vagas já foram esgotadas. O único critério de seleção foi que os interessados tenham mais de 16 anos de idade e queiram se capacitar. Após o término do curso, os alunos são acompanhados, por meio de contatos telefônicos e por e-mail, por mais um trimestre para que se possa verificar o impacto do projeto em suas vidas.

Um certificado será emitido para os alunos com frequência igual ou maior que 85%.

O Público do Projeto

  • Adolescentes, jovens e adultos maiores de 16 anos, em vulnerabilidade social e que estejam ou não no mercado de trabalho. Serão atendidos 90 alunos diretamente e 270 familiares indiretamente, já que quando ao se transformar a realidade de um atendido, seu entorno é automaticamente alterado.

Os Objetivos do Investimento

  • Desenvolver habilidades sociais e técnicas nos participantes para ampliar suas chances de entrar ou manter-se no mercado de trabalho.
  • Melhorar a rede de apoio para fortalecimento das atividades e da organização.
  • Envolver a comunidade para ser protagonista das melhorias que eles buscam para a comunidade.
  • Aumentar a visibilidade e conhecimento do Instituto ClareArt dentro e fora do território, através das redes sociais (instagram/facebook/site).
ASSINE NOSSA NEWSLETTER...para receber notícias e novidades!