Interferência

2019

Galeria de Fotos

A Iniciativa

Quem Somos

A ONG Interferência começou suas atividades há 10 anos na comunidade do Capão Redondo, bairro localizado no extremo Sul de São Paulo. O projeto foi criado a partir do sonho do escritor Ferréz, fundador e gestor da instituição, de promover transformação e mudança social na periferia a partir do acesso ao universo criativo e inspirador dos livros. O objetivo foi criar um ambiente onde a periferia tivesse acesso à educação e cultura para além dos muros da escola.

Atualmente a instituição é um grande espaço de convivência, onde crianças reúnem-se para aproveitar as diversas atividades desenvolvidas. Com o acompanhamento de educadores, são oferecidos reforço escolar, aulas de artesanato, yoga, capoeira, mosaico, leitura e escrita.

A ONG Interferência atende 80 crianças com faixa etária entre 6 e 16 anos. O espaço oferece atividades de segunda à sexta, em dois períodos, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Distrito

Capão Redondo

A Proposta

O projeto consiste em um curso de Introdução ao Jornalismo para 20 jovens de 12 a 16 anos matriculados regularmente na grade de atividades da ONG Interferência.

O Contexto

A região do Capão Redondo precisa de iniciativas de comunicação que partam da própria comunidade, empoderando as pessoas a serem mais engajadas, ou seja, mais informadas e protagonistas na busca pelos seus direitos. O objetivo é fortalecer as ferramentas de questionamento e pensamento crítico e fazer com que as pessoas entendam melhor as informações noticiadas. Pessoas informadas questionam e checam antes de passar qualquer notícia falsa, além de serem mais aptos a tomar decisões, conseguir melhores oportunidades, votam com mais consciência, etc.. Haverá uma melhor validação dos conteúdos e notícias que circulam na comunidade.

O maior exemplo de sucesso desse tipo de iniciativa é o projeto idealizado pela Enois Conteúdo. Foram realizadas oficinas de jornalismo na ONG Casa do Zezinho para jovens de 17 a 21 anos, nos anos de 2012 e 2013. O sucesso do projeto foi tão grande que gerou outros produtos posteriores que abrangem outros tipos de oficinas.

Como Funciona

O curso terá duração efetiva de 3 meses, tendo como produto final a impressão de uma revista fanzine.

Para cria-la, serão selecionadas 10 crianças de cada período (manhã e tarde), de acordo com a sua afinidade e aptidão com textos e leitura, para formarem duas turmas. As aulas acontecerão duas vezes por semana, das 8h às 12h e das 13h às 17h, às terças e quintas.

O curso terá três módulos onde os alunos aprenderão desde a introdução a textos jornalísticos e notícias até a própria produção de conteúdo (módulo 1 – introdução: 12 aulas, 96 horas / módulo 2 – textos jornalísticos: 8 aulas, 64 horas / módulo 3 – produção da revista: 4 aulas, 32 horas), totalizando 96 horas de aula para cada turma.

O conteúdo a ser produzido versará sobre os problemas sociais enfrentados na região e como reivindicar ajuda ou direitos do poder público. Serão apresentados textos sobre atualidades e notícias e haverá discussão na turma para entender a compreensão da turma sobre o conteúdo abordado nos textos lidos. Em seguida, os alunos definirão qual recorte temático irão trabalhar na revista e quais histórias (pautas) serão tratadas na produção dos textos a serem publicados na revista. Os educadores terão o papel de direcionar o conteúdo e trabalhar na linguagem jornalística. Os temas serão totalmente decididos pelos alunos do curso. A revista será produzida com base nos conhecimentos e pautas desenvolvidos a partir dos textos e discussões feitos em aula. Não haverá pesquisa em campo.

Serão feitas 2.500 cópias impressas da revista, que será distribuída na região do Capão Redondo durante junho e julho de 2019. A distribuição de 500 exemplares será feita durante uma apresentação de capoeira no local da antiga sede da ONG (Travessa Santiago) ao final do curso, em junho. Em julho, 1.000 exemplares serão distribuídos nas escolas próximas a ONG Interferência: E.E. Euclides da Cunha e E.E. José Olímpio. Os últimos 1.000 exemplares serão distribuídos a parceiros da rede que trabalhem com crianças e jovens a partir de 12 anos, para servir de exemplo de produção editorial e fomentar a produção jornalística.

Também será feita uma lista digital com contatos da região (rede de parceiros da comunidade, ONGs e pessoas que tenham interesse em receber), para o envio via WhatsApp, das notícias de forma adaptada para o meio. A revista será também publicada em formato digital e divulgada no site e nas redes sociais da instituição e também nas redes sociais de parceiros.

O objetivo dessa publicação será disseminar informações relevantes sobre a região do Capão Redondo e os problemas sociais enfrentados localmente, numa linguagem que as pessoas da comunidade entendam e se mobilizem. Também é esperado que os alunos tenham uma melhor compreensão das informações publicadas e lidas e que estejam aptos a questionarem o conteúdo de qualquer outra leitura feita.

O Público do Projeto

  • O projeto irá atender diretamente 20 alunos de 12 a 16 anos, estudantes de escola pública e matriculados na grade de atividades da ONG Interferência.
  • Indiretamente o projeto alcançará no mínimo 2.500 pessoas, por meio da distribuição do produto final do projeto. Com a revista impressa e sendo compartilhada pelos alunos e seus familiares, podemos prever um alcance exponencial e bem maior.

Os Objetivos do Investimento

  • Incentivar a produção de conteúdo jornalístico pelas crianças e jovens atendidos e provocar evolução do conhecimento e interesse nos assuntos de atualidades e noticiários.
  • Zelar pela não evasão dos alunos do projeto, para que haja uma produção de conteúdo sólida.
  • Fortalecer as ferramentas de questionamento e pensamento crítico, e fazer com que as pessoas entendam melhor as informações noticiadas.
  • Melhorar o desempenho dos alunos na grade escolar (português, história, geografia).
  • Melhorar a rede de apoio para fortalecimento das atividades e da organização.
  • Impactar e fomentar o interesse da população local nos problemas sociais e notícias da região.
  • Aumentar a base de seguidores da ONG Interferência nas redes sociais.
  • Envolver a comunidade para ser protagonista das melhorias que a Interferência busca para a comunidade.
ASSINE NOSSA NEWSLETTER...para receber notícias e novidades!