CENEP

Galeria de Fotos

Sobre

O CENEP, Centro de Educação Popular, é uma organização social com sede no município de Nova Palmeira, Paraíba, há 243,2 km da capital João Pessoa, cidade com uma população de 4.717 habitantes (IBGE, 2014).

História

A organização foi fundada em 21 de janeiro de 1990, época de intensa e prolongada seca, que possibilitou a criação da entidade com a finalidade de desenvolver ações integradas, distribuídas em quatro áreas de atuação:

  • EDUCAÇÃO
  • MEIO AMBIENTE
  • SAÚDE (produção de remédios caseiros, receitas saudáveis, terapias integrativas)
  • CULTURA (balé, pintura em tela, teatro, música)

Propósito

MISSÃO

OBJETIVO

Promoção da educação, cultura e arte, qualificação profissional, consciência ambiental voltada à defesa do bioma caatinga, promoção da saúde através do incentivo a utilização do uso de plantas medicinais no tratamento de doenças, bem como a partir da prática com terapias integrativas e complementares (massagem, acupuntura, aromoterapia, meditação, reiki, florais, radiostesia e relaxamento) para toda comunidade.

Abranger os diversos segmentos da sociedade como agricultores familiares, crianças, adolescentes, jovens e adultos com maior grau de risco e vulnerabilidade social.

Investimento Flexível

A Fundação ABH trabalha com investimento flexível para as organizações que apoia. O CENEP estabeleceu para este apoio os seguintes objetivos:

O município Nova Palmeira-PB, com população de aproximadamente 5 mil habitantes, tem por fonte principal de renda o serviço público, aposentadoria e um pouco por meio da mineração e artesanato (com madeira, especialmente). Devido a grande estiagem que se vive á 07 anos, a agricultura deixou de ser uma contribuição para a renda familiar. A cidade tem uma economia fragilizada, com pouco poder aquisitivo, porém, é berço de grandes artistas e pessoas inteligentes, ansiosas por trabalho e oportunidades. Assim, esse apoio visa trabalhar com mulheres e jovens, a partir de atividades que gerem renda para auto-sustentabilidade. O trabalho será feito em dois eixos:

Eixo I

Empoderamento social de jovens e mulheres

  • Nesse eixo a proposta é oferecer oficinas de trabalhos manuais as mulheres e jovens, para que possam gerar suas próprias fontes de renda, aspectos que contribuíram para valorização da autoestima e da garantia de sustentação.

Eixo II

Sustentabilidade

  • Diante das dificuldades financeiras enfrentadas não só pela ONG, mas pela sociedade, a proposta é trabalhar oficinas que gerem renda, tais como, artesanato com pedras e madeiras, aproveitando os artesãos locais para desenvolver oficinas, produção de sabonete medicinal e sabão ecológico.