Conteúdos

Doação de Livros para a Periferia Sul de São Paulo fez a diferença em tempos de Covid-19

A Fundação ABH agradece a Companhia Editora Nacional, Conrad Editora e a IBEP pela doação de livros realizadas em benefício da população da periferia sul de São Paulo.

Nestes tempos de isolamento por conta da pandemia de Covid-19, a população carente é a que mais sofre com a falta de opções de lazer e entretenimento.

Diante deste cenário as editoras entenderam que a literatura, financeiramente inacessível para grande parte das comunidades brasileiras, atuaria como um passatempo cultural, além de enriquecer o repertório, sobretudo de crianças e adolescentes, e contribuir para melhoria da escrita, pronúncia, etc.

Sete iniciativas da Periferia Sul de São Paulo recebem grande quantidade de livros para compartilhar com a comunidade

Ao todo foram doados 22.387 livros de diversos gêneros para sete iniciativas periféricas (Confira a lista abaixo). Algumas puderam complementar as suas bibliotecas com essa doação, outras, como a Cia. de Artes Decálogo JALC que recebeu 5.673 livros, puderam finalmente realizar o sonho de montar uma biblioteca para a comunidade.

Iniciativas beneficiadas:

  • Reflexões de Liberdade
  • Bloco do Beco
  • TrouPé na Rua
  • Caminhar com Amor é a Solução
  • IBEAC
  • Capão Cidadão
  • Cia de Artes Decálogo JALC

 

Confira algumas imagens da distribuição:

 

Iniciativas apoiadas pela Fundação ABH aproximam a literatura dos moradores da Periferia Sul de São Paulo

A Fundação ABH, junto a seus parceiros do edital aTUAção PerifaSul, apoia projetos diversos que fortalecem o desenvolvimento territorial; uma dessas iniciativas busca promover transformações e fortalecer a ligação da comunidade com a leitura.

A Cia. das Artes Decálogo JALC propõe o Contos Sensíveis, uma sistematização dos processos utilizados pelo Décalogo JALC em suas formações em contações de histórias, que mistura técnicas de construção de personagens ao resgate das tradições populares com o objetivo de nos conectarmos com a essência do ser atemporal, da partilha entre os povos e dos conceitos culturais extraídos da literatura universal, além de apresentar ao educador uma ferramenta a mais para seu repertório de escuta e afetividade com o seu público de ação.

Na edição de 2019 apoiou a Coletiva Achadouras de Histórias que propunha dar continuidade às ações de incentivo à leitura realizadas junto a Biblioteca Comunitária Djeanne Firmino, no bairro Jardim Olinda, no Campo Limpo. Além disso, a coletiva estimula a produção literária, o compartilhamento dos bens culturais e o convívio entre os moradores da região e adjacências.

Vale destacar também outras iniciativas da periferia sul de São Paulo que, além de sua proposta principal, oferecem em seus espaços bibliotecas que podem ser acessadas por toda a população, como o Bloco do Beco, no Jd. Ibirapuera, Capão Cidadão, no Capão Redondo, Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento, em Vargem Grande (Colônia), Pró-Saber SP, na comunidade de Paraisópolis, entre outras que proporcionam um dos direitos básicos de todo cidadão: a cultura.

 

Vamos Juntos!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER...para receber notícias e novidades!